FanFic Nacional
Inscreve-te no fórum para teres acesso a comentários, galerias e votações.

Boulevard of Broken Dreams

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Sex Maio 18, 2012 1:28 pm

Para quem acompanha as minhas crónicas, principalmente aqueles que as acompanham há mais tempo, assim que lerem esta original vão perceber que nada tem a ver com as histórias que costumo escrever. Mas esta original foi criada exactamente com esse propósito, ser algo completamente diferente do costume e tratar de assuntos reais e de "everyday life". Espero que gostem, mas tenham em mente que não será actualizada tão frequentemente como as crónicas.

SINOPSE:
Rita, Catherine, Carrie e Angela são amigas desde sempre. Cresceram juntas e sempre foram colegas de escola. Já para não falar que têm uma pequena banda de garagem. As quatro gostariam de admitir que não existem quaisquer segredos entre elas, mas isso infelizmente não é verdade. Agora, no seu último ano do secundário, as quatro amigas vão passar o Verão à casa de praia que todas adoram. Misturem rapazes e um concurso de batalha de bandas e vejam no que isso dá!

Michael, Ed e Victor são os melhores amigos e membros de uma banda em crescimento. Gostam de se divertir e partir o coração a miúdas. Com ou sem problemas, estão sempre lá para se entre-ajudarem. Este ano enfrentam um problema. James, o quarto membro da banda vai para a Inglaterra para um curso de Verão. Os três amigos temem que a sua ida seja permanente e não sabem quem irá substitui-lo como baterista na sua banda. Serge é o primo de Ed que mora em França e passa todos os Verões com os quatro amigos. E que melhor maneira de passar o Verão do que na praia com um concurso de batalha das bandas mesmo ali ao lado. Poderá ser essa a rampa de lançamento para a carreira musical dos quatro?

http://i114.photobucket.com/albums/n271/Inconvinient-Truth/fic.jpg (o link se não der para ver a imagem toda)
Spoiler:

Como não podia deixar de ser, toda a história tem de ter os seus antagonistas e esta não é excepção. Conheçam os rapazes e raparigas que tornarão a vida dos nossos protagonistas num verdadeiro Inferno.

http://i114.photobucket.com/albums/n271/Inconvinient-Truth/fic1.jpg (same here)
Spoiler:

CAPÍTULOS:
Capítulo 1 - Eu disse-te que ele era um parvalhão
Capítulo 2 - Mike, You Drama queen
Capítulo 3 - Cat's Emo Friend
Capítulo 4 - Goodbye Party
Capítulo 5 - Beach House
Capítulo 6 - The Aftermath
Capítulo 7 - O Professor de Judo
Capítulo 8 - Rent!
Capítulo 9 - A Loirinha e o Riquinho


Última edição por PandoraTheVampire em Seg Out 22, 2012 2:09 am, editado 6 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por CatariinaG' em Sex Maio 18, 2012 1:44 pm

Eu já li o primeiro capítulo e adorei, já me tinhas enviado xD
Está lindo, está mesmo super diferente, mas gosto preferencialmente da Cat x)

That's me, of course!
Gostei tanto de ler isto na altura, e foi só o início que depois não recebi mais.

* Vai publicando *
avatar
CatariinaG'
Administradora
Administradora

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Sex Maio 18, 2012 1:58 pm


Capítulo 1 - Eu disse-te que ele era um parvalhão

15:24h

Era o último dia de aulas e já cheirava a Verão. Se os intervalos tinham passado num ápice, a aula de filosofia estava a arrastar-se eternamente. O ar estava pesado e quente e todos os corpos enfiados naquela sala de aulas sufocante estavam pegajosos com suor.

Surpreendentemente o silêncio inundava a pequena sala. Os únicos sons existentes provinham do tom monocórdico do professor e do tic tac abafado do relógio que contava os intermináveis minutos até à tão aguardada hora da liberdade.

"Estamos quase de férias..." Carrie suspirou enquanto se abanava com o 'Discurso do Método'. O seu cabelo louro que lhe dava pelos ombros estava hoje encarrapitado num rabo-de-cavalo apressado e desajeitado.

Rita grunhiu um consentimento sem palavras enquanto anuía com a cabeça. Os seus olhos castanhos-esverdeados estavam vidrados no relógio e no ponteiro dos segundos que teimava em demorar um minuto por cada segundo que avançava. Tinha utilizado um lápis de carvão para apanhar o seu cabelo num carrapito improvisado, por isso algumas farripas caiam-lhe para a face e faziam-lhe comichão no nariz. Ela tentava a todo o custo ignorá-las mas, por mais que tentasse, era-lhe impossível não sentir cócegas, por isso teve de se mexer. Uma tarefa que, de momento, lhe parecia algo herculeana...

"Oh, sim... férias... por favor! Preciso tanto de férias como um Zombie precisa de cérebros..." Catherine era a irmã mais velha de Rita e, tal como a sua irmã, uma grande nerd (como as suas amigas a apelidavam) de tudo o que tinha raízes nipónicas. Fosse comida, animes, manga, roupa, música, enfim. Tudo o que tivesse os olhos em bico e terminasse as frases com uma vénia e um 'arigato gozaimasu' servia para alimentar a sua obesessão. O seu cabelo castanho escuro caía-lhe um pouco abaixo dos ombros mas estava constantemente amarrado num rabo de cavalo.

"Hey, importam-se de parar com essa ladainha por um minuto, por favor? Há quem queira prestar atenção à aula!" As bochechas de Angela ficaram quase tão vermelhas como o seu cabelo com a irritação. Angie era a estudiosa do grupo, a responsável! Não que as suas amigas não fossem responsáveis ou inteligentes, apenas não davam tanta importância a esse assunto quanto ela.

"Angie! Tem calma, um minuto é quanto falta para a aula-..."

"Shhh!" Angela interrompeu o início do discurso de Rita com um olhar feroz e um arregalar de olhos que podia fazer chorar criancinhas, e voltou a sua atenção para o professor e Rita encolheu-se na cadeira enquanto murmurava pragas praticamente inaudíveis à impaciência da sua amiga.

Ainda 15:24h...

"Aahhh preciso de sair desta sala!" Felizmente Carrie não teve de esperar muito mais para que o seu tormento terminasse pois a campainha da escola tocou logo de seguida.

"FINALMENTE! Verão!" Rita gritou a plenos pulmões e saiu a correr da sala de aula ignorando os avisos do professor para não gritar e não correr nos corredores. Cat seguiu-a ainda a enfiar o caderno dentro da mala. Já Carrie e Angela demoraram um pouco mais a arrumar as suas coisas e a despedir-se do professor enquanto abanavam as cabeças apologeticamente em relação ao comportamento das suas amigas.

"Oh, é Verão!!" Rita pulava no mesmo lugar e sorria excitadamente.

"Na verdade Rita, ainda não é Verão. O Verão só começa a 21 de Junho... estamos no dia 10." Angela falava directamente para Rita que a ignorava completamente.

"Lá, lá, lá, é Verão! Para de distorcer a minha afirmação!" Cantava para Angie enquanto tapava os ouvidos com os indicadores.

Carrie revirou os olhos enquanto o grupo se dirigia até aos cacifos para os esvaziar. "Bem, o termo técnico não importa. O que importa é que não temos mais aulas. E sabem o que isso quer dizer?"

"Férias?" Cat experimentou.

"Nada de aulas aborrecidas com professores aborrecidos e livros aborrecidos?" Rita calou-se de repente quando uma matrona de óculos fundo-de-garrafa a olhou de lado enquanto pigarreava ruidosamente. "Oh, olá Professora Halloway, desculpe, não era isso que eu queria dizer... eu-... oh, foi embora. Bem, era mesmo isso que eu queria dizer Carrie!"

Carrie gargalhou ao ver a sua amiga corar com embaraço. "Nop, quer dizer, sim, mas não é bem isso."

"Bem, mais treinos, mais canções, mais concertos em bares onde nos pagam misérias para estarmos duas horas a tocar?" Angie incluiu tentativamente enquanto chegavam até aos cacifos.

"Oh, isso é bom! Mas não é isso." Carrie sorria de orelha a orelha. "Casa de férias na praia, pessoal... casa de férias na praia!"

Um gritinho lancinante saltou da boca de Cat que pulou contente. "Simmmmm!!! Casa da praia!!" Depois a morena levantou a mão num sinal universal de 'dá cá mais cinco' dirigido à sua irmã, Rita, que decidiu não retribuir.

"Erm... eh... pigmeu... mais cinco?" Cat apontava para a sua mão estendida enquanto o olhar de Rita estava perdido algures no fundo do corredor. "Ehhhh, Terra chama Rita! Por favor E.T. devolve-a que eu mando-te uma caixa de M&M's...!"

As três amigas desistiram de chamar por Rita e decidiram olhar para o que podia estar a sugar-lhe toda a atenção.

"Oh não, Rita!" Cat parou o seu olhar num dos desportistas da escola. John era um rapaz baixo mas bem constituído. Era moreno e tinha os olhos castanho-mel. Quando sorria fazia covinhas no canto dos lábios. E era o rapaz mais narcisista que Cat alguma vez conhecera. A sua irmã tinha namorado com ele uns meses há dois anos atrás mas tinham terminado de repente. Rita dizia que tinha sido uma decisão mútua e que já não gostavam um do outro. No entanto Cat sabia que ela ainda o amava. Para além do mais, achava que o término do namoro tinha sido muito esquisito... havia mais qualquer coisa que Rita não lhes tinha contado... "Rita pensei que já não gostavas dele!"

Cat abanou a sua irmã pelos ombros. Rita focou o seu olhar de novo na sua irmã e sorriu um sorriso fraco que nunca lhe chegou aos olhos. "Sim, tens razão. Não gosto..."

As suas amigas suspiraram. É claro que nenhuma delas acreditou numa única palavra. "Rita, querida, está na altura de avançar. Já passaram dois anos... sabemos o que custa, já todas tivemos o coração despedaçado por um parvalhão qualquer! E tu sabes que ele é um parvalhão!" Angie sorria enquanto a despenteava amigavelmente.

Rita sorriu e abriu a boca para concordar quando Carrie as interrompeu. "Er... bem o parvalhão está a dirigir-se para aqui!"

Rita quase gritou. "Vamos embora!" As suas amigas concordaram e todas começaram a andar na direcção oposta. Rita fechou o cacifo com força e, sendo a típica trapalhona que é, deixou cair todos os seus livros no chão.

"Oh, bolas!" A sua voz saiu-lhe esganiçada e quando se baixou para apanhar os livros encarou uns ténis brancos da Adidas e suspirou. Não tinha conseguido sair dali a tempo.

"Sempre a mesma trapalhona do costume, não é verdade?"

Rita sentiu o seu estômago dar uma reviravolta e as suas bochechas pegaram fogo. Conseguia ser uma rapariga animada e brincalhona com toda a gente, menos com ele. Ele conseguia fazê-la sentir-se a pior pessoa do mundo e, no entanto, ela ainda gostava dele.

Respirou fundo, engoliu todo o seu orgulho e olhou para os olhos castanhos mais hipnotizantes que alguma vez encarara. "Pois, parece que sim..." A sua voz soou-lhe fraca e rouca e a tentativa de sorriso não passou de um esgar doloroso.

"Talvez seja melhor eu ajudar-te." John baixou-se.

"Oh, não! Não é preciso, eu consigo sozinha!" Rita lançou-se na direcção dos livros espalhados ao mesmo tempo que John se baixava o que resultou numa cabeçada monumental que causou com que ambos caíssem para trás agarrados à testa.

"Au!"

"Ah, merda!" John equilibrou-se com a mão antes de cair com o traseiro no chão enquanto Rita caiu totalmente. "Ahhh! Devias ter mais cuidado!" John quase gritou enquanto esfregava a testa.

"Desculpa, não foi de propósito!" Rita desculpava-se atabalhoadamente enquanto esfregava ora a testa ora o rabo que começava a ficar dorido.

"Sinceramente, pouco me importa." John levantou-se e sacudiu as mãos. "Acho que tens tudo sob controlo não é verdade? Vemo-nos por ai." Acenou e foi-se embora deixando Rita estatelada no chão com os livros espalhados por todo o lado.

Rita suspirou, inspirou e começou a recolher os livros enquanto se penitenciava mentalmente por ter agido tão estupidamente.

Carrie, Cat e Angie aproximaram-se. Cat puxou Rita para cima enquanto Carrie e Angie apanhavam o resto dos livros. "Eu disse-te que ele era um parvalhão." Disse Angie enquanto as suas bochechas ficavam vermelhas. Nenhuma das três gostava de John e tinham exaurido todo o seu controlo para não se lançarem ao pescoço do bonitinho.

"Eu sei..." Rita concordou enquanto suspirava melancolicamente. "Acredita, eu sei..."

Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Nitaa em Sab Maio 19, 2012 6:15 pm

Eu lembro-me de ler isto... E também me lembro que tinha gostado e ao que parece ainda gosto :P
Continua (;
avatar
Nitaa
Dante
Dante

Localização : Perto das Nuvens

Histórias Publicadas : -----------

http://spestigium-rpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por CatariinaG' em Sab Maio 19, 2012 6:23 pm

ai... ai...

Dá para lembrar os tempos antigos de liceu quando...
oops... mim não vai falar sobre isso, ahahah...
Adorei, keep on!!

*
Vou ali dar um bzzziiiinhuuu no JARED já benho!

____________________________
avatar
CatariinaG'
Administradora
Administradora

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por anokas_03 em Sab Maio 19, 2012 7:03 pm

Isto foi uma surpresa.
Não estava nada à espera que escrevesses coisas assim. Como disseste, é uma coisa completamente diferente à que estamos habituadas a ver-te a escrever.
Gostei, e quero mais :)

PS - Deixa-me só dizer que apanhei um susto do carago, quando comecei a ver as fotos. Tenho um rapaz na minha escola que é bastante parecido com o "Michael"!
avatar
anokas_03
Camões
Camões

Localização : My little own world

Histórias Publicadas : -----------

http://17-10-09.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Fox* em Sab Maio 19, 2012 9:20 pm

Já estava a pensar quando é que isto ia chegar aqui... Pronto, resposta dada!
Fico à espera das aventuras destas grandes personagens! Muitos beijinhos

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Dom Maio 20, 2012 1:06 am

Nitaa fico muito contente! Também me divirto muito a escrever esta fic! :p ainda bem que gostas e obrigada!!

Cata, lol és louca, já te disse isso hoje? xD Sei que já tinhas lido este. Quando postar os outros espero pelos teus lindos comments! :p

Anokas acredita que é uma surpresa para mim ver que consigo escrever duas coisas tão diferentes. E fico contente por as minhas leitoras assíduas gostarem dos dois géneros! Por isso obrigada pelo comentário!! PS: O Michael que escolhi é um borracho! Tens sorte de ter um rapaz assim na escola, sempre lavas a vistinha! xD beijinho

Fox yey! Obrigada pelo comentário, mesmo tendo já lido isto uma vez! :p o capítulo que ainda não leste está quase terminado. Mas ainda não está na altura de o postar aqui :x até lá, beijinho!!!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Dom Maio 20, 2012 1:31 am

Segundo capítulo. Conheçam os rapazes ;)





Capítulo 2 - Mike, You Drama queen

"Ahhh fim dos exames! Perfeito." Michael esticou os braços no ar e bocejou com vontade. Puxou o seu boné preto para a frente de forma a tapar-lhe os olhos e enfiou as mãos nos bolsos das calças pretas.

Michael frequentava o curso de Cinema na Universidade e, apesar de adorar o que fazia, nada lhe sabia melhor do que um descanso bem merecido de uns belos três meses, mais coisa, menos coisa.

É claro que aspirava a um futuro no mundo da música, mas gostava de ter opções em aberto caso as coisas não lhe corressem de feição.

Vivia sozinho num apartamento pequeno mas que lhe preenchia todas as necessidades. T-shirts e calças de ganga eram o seu vestuário favorito e bonés o acessório perfeito para esconder o seu cabelo castanho curto mas rebelde. Et pour lá piece de resistance, não poderia faltar os óculos de sol com lentes bem escuras para proteger os seus olhos verdes claros.

Suspirou e olhou em volta enquanto tirava o telemóvel do bolso de trás e começava a apertar teclas sem olhar para o ecrã.

"Meu... já te despachavas..." Murmurou enquanto apertava o botão de envio de mensagem.

"Para quê tanta pressa, Mickey-boy? Tens algum encontro escaldante hoje?" Ed gargalhou enquanto guardava o telemóvel que tinha acabado de apitar e colocava o braço por cima dos ombros do seu amigo.

"Finalmente! Já estava à espera de ver a tua fronha num pacote de leite por aí!" Michael sacudiu os ombros e acenou com a cabeça para o parque de estacionamento onde tinha o seu carro estacionado.

Ed encolheu os ombros, colocou os braços atrás da cabeça e seguiu Mike. "Não demorei nem mais cinco minutos que tu. Vi-te a passar pela porta da minha sala enquanto estava a entregar o exame à prof."

"Então se já estavas a entregar o exame quando eu passei, porque raio demoraste cinco minutos a mais?"

Ed gargalhou e piscou-lhe o olho. "Fiquei a falar com a professora... A senhora 'belo rabo' Wilkinson! Sabes que as mulheres mais velhas fascinam-me." Michael suspirou e abanou a cabeça em sinal de desaprovação, mas não conseguiu esconder um sorriso matreiro que lhe subiu aos lábios.

"És incorrigível..."

"Irresistível, queres tu dizer."

Ed, apesar de frequentar a mesma Universidade que Michael, estava a tirar o curso de Informática. A sua maior paixão, depois da música, era computadores e o seu desejo secreto era lançar um jogo para o mercado. Já tinha programado imensos jogos no seu velho PC, mas achava que com um canudo na mão teria mais hipóteses no mercado de trabalho.

Usava o cabelo quase rapado e calças de ganga justas e sempre na moda. Ao invés de t-shirts desengonçadas e com nomes de bandas, Ed gostava de ter um ar mais polido. Pólos informais ou t-shirts mais formais com um blazer por cima. Tinha orgulho em andar na moda e os seus pais tinham o dinheiro necessário. Era filho único, mas não gostava de admitir que era menino mimado, apesar de o ser.

No seu pulso bronzeado brilhava um Rolex de ouro e na sua cara uns Ray Ban da moda para proteger os seus olhos castanhos. Era rara a altura do dia em que Ed estava de mau humor. Porque o Ed de mau humor não existia.

Michael entrou no carro e esperou que Ed tomasse o lugar a seu lado antes de ligar a ignição. "Chegaste a falar com o James?"

Ed colocou o cinto e ajustou os óculos de sol enquanto se olhava no espelho lateral. "Sim. Liguei-lhe à hora de almoço. Ele sempre vai para Inglaterra..."

"Tudo bem. É só durante o Verão. Acho que conseguimos aguentar sem ele." Mike gargalhou mas Ed suspirou.

"Não me parece, meu... tenho a sensação que ele não vai voltar..."

Michael quase apertou o travão. "Achas? Ele só vai fazer um curso de Verão!"

"Sim... em Oxford! Achas mesmo que ele vai voltar? Se conseguiu entrar em Oxford para um curso de Verão, não achas que ele também se candidatou para um ano inteiro em Oxford? Meu... Oxford!" Ed carregava na palavra Oxford com tal veemência que Michael deu por si a duvidar.

"Achas mesmo...?" Michael perguntou a medo enquanto Ed anuía efusivamente e ligava o rádio. "Mas assim vamos perder o nosso baterista..." Depois abanou a cabeça e acrescentou. "Quer dizer, já para não falar do nosso amigo... mas uma amizade não se perde só por ele ir para Inglaterra... mas a nossa banda perde-se..."

"Meu, estás a divagar... já para não falar no teu índice de lamechice que está prestes a atingir o ponto de ruptura..."

Michael tentou sorrir mas estava demasiado preocupado. "Mas... meu... isto é grave!"

"Estás a entrar no modo Victor, Mike... modo Victor... demasiado drama é extremamente depressivo para o género masculino."

Desta vez Mike gargalhou. "Eh, por falar nisso, quando é que o Vic sai?"

"Acho que ele ainda tem um exame à tarde. Depois ligamos-lhe."

Michael fez pisca e enfiou o carro numa garagem minúscula. Enquanto tentava estacionar o carro sem bater no equipamento da banda deu graças aos céus por o apartamento por cima do seu estar vazio. Assim tinha todo o espaço que quisesse na garagem para a banda ensaiar.

"Ed. Acabei de ter uma ideia genial."

"Ah sim?" Ed tirou o cinto e saiu do carro mas Mike permaneceu lá dentro.

"Vamos dar uma festa de despedida ao James."

"Ah vamos?"

"Yap. Entra no carro, vamos comprar bebidas."

Ed sorriu de orelha a orelha enquanto se voltava a enfiar no Ibiza preto de 1998. "Isto é o que eu chamo de início de Verão!"

-*-

Victor era um rapaz baixo mas de porte atlético. Tinha uns olhos azuis tão claros quanto o céu e gostava de fazer as raparigas suspirar quando olhavam para ele. Vestia-se tão à beto que metia dó. Palavras sábias de Mike. Calças de tecido, camisas e pólos. E porque não acentuar com um cachecol da moda?

Nem tudo o que vestia era de marca pois tudo o que possuía era comprado com o suor do seu corpo. Mas tinha orgulho em apresentar-se bem. Afinal, qual é a rapariga que gosta de um rapaz porco, feio e mau?

No fundo da sua mente ouviu o Mike a gargalhar na sua cara e a refutar dizendo que havia muito peixe no seu lago e que todas queriam saltar para a sua cana de pesca. E ele era feio, porco e mau.

Lato sensu.

Vic suspirou novamente enquanto olhava as horas no seu telemóvel, esperando ao mesmo tempo ver uma mensagem ou uma chamada perdida.

"Eu disse ao Ed que não tinha exames à tarde..." Suspirou de novo. Era suposto os seus amigos virem-no buscar à Universidade quando saíssem. Já passava quarenta minutos desde o último exame de Ed e Mike e ele ainda continuava plantado na escadaria que dava para o parque de estacionamento.

Voltou a tentar ligar tanto para Ed como para Mike.

Voicemail.

Suspirou de novo enquanto fechava o telemóvel com força e deixava pender a cabeça entre os joelhos. Não tinha passado nem meio segundo quando o telemóvel começou a vibrar e a tocar nas suas mãos.

All the small things, true care-...

Abriu o telemóvel sem sequer ver quem lhe estava a ligar e encostou-o ao ouvido. "Estava a ver que nunca mais! Estou aqui planta-..." Calou-se de rompante enquanto engolia em seco. "Pai." Uma gota de suor escorreu-lhe pela têmpora.

Levantou-se, enfiou a mão no bolso para esconder a tensão e olhou em volta. "Desculpe pai. Pensei que fosse o Ed ou o Mike, eu..." Calou-se para ouvir o que o seu pai tinha a dizer. "Sim. Terminaram hoje. Correram bem."

Encostou-se ao muro só para se desencostar em seguida. "Só saberei no final do mês mas tenho a certeza que serão boas, pai. Não. Não devo jantar... devo ficar até tarde em casa do Mike. Claro pai. Adeus."

Desligou o telefone e voltou a sentar-se. Nem tinha dado conta de ter ficado tão nervoso, mas as suas mãos tremiam que nem varas verdes e estava a suar em bica.

Victor estudava medicina. Era o seu primeiro ano mas o grau de dificuldade exigido era tremendo. E ele não se podia dar ao luxo de fazer asneira. Teria de ser o melhor da turma, o melhor do ano. O melhor.

O seu pai assegurar-se-ia disso.

Suspirou. Medicina nem era o que ele queria para o seu futuro. Mas vá-se lá dizer ao senhor seu pai que uma carreira musical é uma carreira digna.

Abanou a cabeça enquanto se tentava acalmar. Agarrou novamente no telemóvel e voltou a ligar a Ed. Mais tarde ou mais cedo um dos cabeças de vento teria de atender o telemóvel.

Não pretendia ficar plantado no mesmo sítio para o resto da eternidade.
Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por anokas_03 em Dom Maio 20, 2012 9:22 am

GOSTEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
OMG adoro o facto do Michael ter a cara da minha crush XD
A única diferença é que a minha crush tem olhos azuis e cabelos loiros :P
Quero MAIS!!!!
avatar
anokas_03
Camões
Camões

Localização : My little own world

Histórias Publicadas : -----------

http://17-10-09.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Dom Maio 20, 2012 3:57 pm

Anokas obrigada xD fico contente por teres gostado e continuares a acompanhar! Haverá mais um capítulo ainda hoje! Mas só mais loguito, okay? xD beijinho!!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Fox* em Dom Maio 20, 2012 5:03 pm

Os novos capítulos já estão perto?! A sério?! Ai minha mãe, não me digas isso que eu não me aguento!
Ainda por cima amanhã e terça não poderei cá vir... Vou morrer!
Hahahaha, drama queen moment over, vamos ver o que nos espera! Adoro este grupo, a sério!

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Dom Maio 20, 2012 10:17 pm

Lol pois Fox. Esta tinha poucos capítulos ainda, se bem te lembras. Mas está descansada que não vou postar o novo antes de terça. Ainda tenho de o terminar primeiro! :x por isso tens tempo. No stress! xD

Fiquem com o terceiro capítulo e conheçam o misterioso amigo da Cat. Btw, este é o Shakes (o cão da Rita e da Cat falado neste cap):
Spoiler:





Capítulo 3 - Cat's Emo Friend

"Mãe, chegamos!" Angie abriu a porta e gritou enquanto esperava que o resto do grupo entrasse.

Da cozinha saiu uma senhora de quarenta e poucos anos com o cabelo tão cor de laranja como o de Angie e os olhos azuis brilhantes.

"Olá queridas! Como foi o último dia de aulas?"

"Exaustivo."

"Eterno."

"Interminável."

"O mesmo de sempre, mãe, o que achas?" Sorriu Angie ao ouvir os gemidos de aborrecimento das suas amigas. A ruiva tirou a mala e pendurou-a no cabide à entrada da porta. "Mãe, nós vamos para a garagem praticar um pouco. O pai está em casa?" Perguntou enquanto franzia as sobrancelhas e mordia o lábio de baixo.

"Está!" A mãe de Angela colocou as mãos na cintura. "Sabes que não podem tocar nada muito barulhento que o teu pai fica num desatino."

Cat deixou pender a cabeça e murmurou um quase inaudível 'ora bolas' enquanto Angie anuía efusivamente. "Não te preocupes, mãe! Nem nos vais ouvir!" Olhou directamente para Cat. "Ouviste Cat??"

Catherine levantou os braços no ar fez uma expressão surpresa "Porquê eu? Os vossos instrumentos também fazem barulho!"

Rita gargalhou alto. "Claro, mas tu é que és a doida na bateria!" Soltou um ronco nada feminino. "És tal e o qual o Animal dos Marretas: 'Drums! Love drums!!!"

As amigas riram-se com vontade enquanto que Cat tentava esconder um meio sorriso que teimava em subir-lhe à face.

"Mãe, não te preocupes. Nós fazemos pouco barulho, nem que tenhamos de pôr o açaime no Animal!" Deitou a língua de fora a Cat enquanto todas se dirigiam à porta que dava para a garagem.

"Eu depois levo-vos uma sandes!"

Rita parou a meio caminho, deu meia-volta e fez olhinhos à senhora Bromms. "Sandes? Eu tenho fome agora... se calhar podia..."

"Rita! Mexe-te! Ainda agora acabaste de comer duas maçãs! Mãe, ela come depois." Angela agarrou no braço de Rita e arrastou-a até à garagem. "Sinceramente! Não entendo como não estás enorme com a quantidade de comida que ingeres!"

Rita sorriu e piscou-lhe o olho. "Hey, metabolismo surpreendente. Sou eu."

Angela abanou a cabeça enquanto agarrava no seu baixo e procurava a palheta na sua caixa extremamente organizada.

"Uh, Angie, empresta-me uma palheta que eu deixei a minha sabe-se lá onde!" Carrie aproximou-se.

"Sim, a Carrie só não deixa a cabeça por aí porque está agarrada ao corpo." Gozou Rita.

"Claro, fala a menina organização que tem um sapato de um lado do quarto e o outro fora da janela!" Cat atirou enquanto punha uma das suas baquetas por detrás da orelha.

"Hey! O sapato cheirava mal porque o Shakes andou a brincar com ele. Por isso é que estava na janela." Cat roncou depois da dita afirmação. "Realmente! Uma pessoa perde a carteira e a chave do carro umas três vezes e é logo catalogada como a desorganização em pessoa."

"Engraçado, das três vezes culpaste o teu cão, não sei como é que isso acontece. Car, estás a misturar as cores..." Angela tirou a caixa das mãos de Carrie e voltou a organizá-la de acordo com cores e tamanhos. "Toma esta."

"Não. Quero a outra com o logo dos Nirvana. Preciso de um pouco de inspiração do Kurt..." Carrie bufou.

Rita pegou na sua guitarra e fez beicinho. "A culpa É sempre do Shakes... tenho culpa que o cão seja um perigo para a sociedade..."

"Meninas e que tal menos conversa e mais guitarradas?" Carrie apontou para Cat. "Lithium, 'bora lá."

Cat marcou o tempo e todas começaram a tocar. Carrie era a vocalista mas também gostava de pegar no seu baixo em algumas músicas. Esta era uma delas. Normalmente tocavam covers de bandas de rock ou pop/rock ou grunge, mas todas queriam criar originais.

A banda tinha ano e meio e ainda só tinham dado um concerto num baile da escola. O nome da banda era inexistente porque nenhuma das raparigas concordava num bom nome. Ou era demasiado foleiro ou demasiado esquisito ou simplesmente lame.

Por isso na noite do baile tinham aparecido simplesmente como: The Band. Mas tinham sido um sucesso. Nome foleiro ou não.

Tocaram mais algumas músicas e a selecção do dia incluiu Guano Apes, Three Days Grace e Crossfade. Foi quando estavam a terminar Falling Away que a Sr.ª Bromms apareceu com um tabuleiro recheado de sandes, sumos e fatias enormes de bolo de cenoura.

Rita parou de tocar a meio do último riff e quase saltou para cima do tabuleiro. "Ah, estava a morrer de fome!"

"Rita! Parece que não comes há uma semana! Obrigada pelas sandes Senhora Bromms." Carrie franziu o cenho em direcção à morena que já tinha enfiado metade da sandes pela boca dentro de uma só dentada. "Incrível..."

"Obrigada mãe, adeus mãe!" Angie sorriu enquanto empurrava a sua mãe para fora da garagem. "Hey, meninas, sabem o que acabei de me lembrar? Como raio é que vamos levar os nossos instrumentos para a casa da praia?"

O silêncio penetrou na garagem. Apenas Rita continuava a mastigar. Engoliu e levantou o dedo. "Temos o meu Optimus Prime para carregar as coisas!" Rita apelidava o seu carro de Optimus Prime não só pela matrícula mas também por achar que o seu carro precisava de um nome imponente para combinar com o seu tamanho.

Silêncio. Gargalhada geral. "Rita! O vosso carro é minúsculo!" Disse Angie enquanto limpava uma lágrima.

"Sim, doida, achas que uma bateria, dois baixos, uma guitarra, microfones e amplificadores cabem na mala do Micromachine? Nem que fosses só tu dentro do carro!" Cat gargalhou.

O carro partilhado pelas duas irmãs era um Citroën C1 vermelho que os pais lhes tinham oferecido. Usado, claro. Mas em bom estado.

"Gozem! Não gozam quando levo o vosso rabo a passear nele!" Rita cruzou os braços e amuou.

"Bem, a Car não tem carro porque nem sequer tem a carta!" Um olhar penetrante de Cat conseguiu arrepiar os pelinhos da sua amiga. "Mas Angie, e a carrinha do teu pai? Costumas conduzi-la!"

Angie suspirou. "Eu pensei nisso, mas ele não me vai deixar levá-la! Precisa dela para trabalhar..."

"Talvez possas pedi-la emprestada... hey! Talvez ele nos possa lá levar enquanto eu levo o OP para depois darmos as nossas voltinhas! Pensa nisso!" Disse Rita sorridente.

Uma batida leve na porta da garagem cessou a conversa. Angie pigarreou. "Sim?"

"Oi! É o Fred, podem abrir?"

Cat levantou-se a correr para a abrir a porta e sorriu de orelha a orelha quando viu o seu amigo. Fred era um ano mais velho que elas e tinha sido conhecido das amigas desde pequenas, visto que morava no mesmo bairro. Tinha o cabelo negro curto e vestia-se um pouco à emo. Era alto e magro e muito pálido. Sempre fora, não era por causa da sua nova onda emo.

Ele e Cat sempre tinham sido melhores amigos. Rita jurava a pés juntos que os tinha visto beijarem-se, mas Angie e Carrie duvidavam pois a amizade que eles partilhavam era demasiado sólida para se arriscarem a algo mais.

"Olá Fred." Disseram as amigas em uníssono.

Fred anuiu e sorriu timidamente como sempre o fizera e depois focou o seu olhar em Cat. "Oi Cat." Sorriu e corou. "Olha, vim buscar-te. Sempre vamos ao-..."

"Sim!" Cat não o deixou terminar a frase. "Vamos já." Cat guardou as baquetas junto da bateria e correu para ir buscar a mala. "Meninas já tinha combinado com o Fred ir a um sítio, por isso vemo-nos logo, okay?"

Angie franziu a sobrancelha. "Cat, temos de combinar as coisas para a viagem..."

"A Rita trata disso com vocês e depois conta-me! Tenho mesmo de ir!"

"Cat vens jantar? Se não vieres avisa porque a mãe ficou piursa quando no outro dia disseste que aparecias e depois nem ligaste."

"Não sei Rita, depois ligo. Vá, adeus! Beijinho, beijinho."

E saiu porta fora enquanto agarrava Fred e o puxava pelo braço.

Rita bufou. "Acho que eles não se andam a meter em coisa boa..."

Angie arrumou o copo no tabuleiro e apanhou as migalhas. "Porque dizes isso?"

"Oh... tenho um sentimento qualquer... no outro dia apareceu em casa às tantas... cheirava a fumo que tresandava e foi para a casa de banho vomitar como se não houvesse amanhã." Suspirou. "Ainda bem que a mãe ressona como um camião senão o pai tinha-a ouvido."

"Devia estar bêbeda, Rita, não stresses..." Carrie começou a arrumar o seu baixo no suporte de parede.

"Pois... não sei... só sei que não gosto!"

Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por CatariinaG' em Seg Maio 21, 2012 7:11 am

Estava a ler isto ao som de This is War...
Não sei porquê, mas imaginei a banda a tocar isto XD LOOOL

Adorei, não me lembro de ter lido este, mas li agora.

Gostei,
personagem favorita: a Cat... deve ser boa pessoa a menina xD

____________________________
avatar
CatariinaG'
Administradora
Administradora

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Helvanx em Seg Maio 21, 2012 8:50 am

ADOREI!!! Só pelo simples facto que falar de Three Days Grace!!! A historia está super gira, super interessante... Enfim, continua e posta rápido! Isto está a tornar-se droga para mim! XD
avatar
Helvanx
Joyce
Joyce

Localização : Algures no mundo!

Histórias Publicadas : -----------

http://fuckingandnothingspecial.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Seg Maio 21, 2012 1:03 pm

Cata acho que só tinhas mesmo lido o primeiro. Por isso tudo o que aparecer daqui para a frente é novidade para ti! xD Hmmm veremos o que tenho reservado para a Cat... esta fic pode parecer um mar de rosas, mas tenho aqui certos segredos e intrigas à espera de serem revelados! MUAHAHA! :x

Helvanx lol. Pois, gosto muito de Three Days Grace. Conquistaram-me há muitos anos com "I hate everything about you" :p E fico muito contente por estares a gostar! Só tenho mais um capítulo escrito, mas estou a terminar o outro. Depois disso, infelizmente, terás de esperar um pouco mais pelos posts :x sorryyyy! Obrigada por continuares a comentar! :D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Fox* em Seg Maio 21, 2012 4:26 pm

Só falta mais um! Um e depois começo a conhecer novos episódios! Hahahaha, isto é pior que uma novela, mas estou pronta para o que tiveres na manga! Vindo de ti, estou à espera de tudo :D

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Seg Maio 21, 2012 4:29 pm

É verdade Fox! Só mais um e depois é novidade para todos :p ui, ui! Nem queiras saber o que tenho para aqui pensado... sabes que comigo tem de haver sempre qualquer coisita escondida :p thanks plo comment!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por anokas_03 em Seg Maio 21, 2012 4:38 pm

OMG!
Ok, primeiro que tudo, tiraste a Rita de mim, certo?
Porque a nossa única diferença é a idade XD
Gostei mesmo muito, e estou anisosa pelo próximo!
avatar
anokas_03
Camões
Camões

Localização : My little own world

Histórias Publicadas : -----------

http://17-10-09.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Seg Maio 21, 2012 5:12 pm

Ahaha que engraçado haver tanta gente que se identifica com as características que dei à Rita, até porque ela é inspirada em muitas das minhas características :x isso quer dizer que eu e tu somos parecidas, hein? xD Obrigada pelo comentário!! Beijinho

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Seg Maio 21, 2012 8:22 pm

Capítulo 4. Vamos a isto. Não tenho mais nenhum escrito. Tenho o cinco quase terminado, por isso talvez o poste antes do final da semana. Até lá, espero que vão gostando :p beijinhos!





Capítulo 4 - Goodbye Party

"Okay! Som?" Ed perguntou enquanto rabiscava numa folha A4.

Mike ligou o seu computador portátil a umas enormes colunas e carregou no play. "Funcional!" Gritou para conseguir ser ouvido por cima de James Hetfield.

"Comes?" Mike baixou o volume da música e Ed repetiu a pergunta.

"Oh, imensos amendoins, tremoços, nachos e batatas. Manda-se vir umas pizzas e estamos finos. Acho que servirá."

"Bebes?"

Michael sorriu dengosamente enquanto olhava a mesa de jantar que estava literalmente coberta de garrafas de álcool de uma ponta à outra, já para não falar no barril de cerveja dentro do alguidar cheio de gelo.

"Perfeitamente abastecidos, meu caro. Não vamos passar sede."

Ed terminou de rabiscar na sua folha, olhou para ela e anuiu silenciosamente. "Bem, parece que estamos preparados." Anuiu de novo, amachucou a folha e mandou-a qual bola de basket em direcção ao caixote do lixo. Falhou por sensivelmente dois metros e suspirou enquanto se encaminhava para a ir buscar.

Mike olhou para o seu relógio de pulso. "Meu, são quase sete da tarde! Daqui a nada está o pessoal a chegar e o convidado de honra ainda nem sequer sabe da festa!"

"E onde está o Vic?"

"Não lhe ligaste?" Mike abria e fechava gavetas enquanto procurava a folha de encomendas da loja de Pizzas mais próxima.

"Pensei que tu lhe tivesses ligado..." Os dois amigos entreolharam-se com olhares culpados. "Estamos mortos." Enfiaram as mãos nos bolsos em busca do telemóvel quando a porta se abriu de par em par.

"Então estão por aqui..." Vic estava furioso.

"Vic! Chegaste! Estávamos preocupadíssimos, íamos mesmo agora-..."

"Ligar-me, Ed?" Vic agarrou no telemóvel. "Olha para o teu visor, se faz favor."

Ed abriu o telemóvel e engoliu em seco. Dezasseis chamadas não atendidas e um igual número de mensagens. Espreitou pelo canto do olho e viu que Mike estava com a mesma expressão culpada.

"Ouve, Vic..."

"Nem quero saber, Ed." Inspirou e sentou-se no sofá enquanto passava a mão pelo cabelo despenteando-o levemente. Olhou em volta. "Então foi por isto que se esqueceram de mim? Uma festa?"

"Não é uma festa qualquer, Vic... é uma festa de despedida para o James!" Ed abriu os braços quando acabou de falar. Ostentava um grande sorriso. Mike abanou a cabeça. Não era gestos de felicidade espontânea que iriam apaziguar a fúria de Vic.

"Seja como for, cabeça de vento. Deixaram-me pendurado."

Mike levantou os braços. "Hey a culpa não foi minha! O Ed disse que tinhas exames à tarde e que depois ligavas!"

Vic abanou a cabeça e suspirou. "E já devias saber que o senhor Ed entende tudo ao contrário quando não se trata de um par de melões ou um belo rabo." Ed sorriu em consentimento. "Eu disse-lhe que NÃO tinha exames à tarde."

Mike coçou a cabeça. "Oh... bem, desculpa!"

Vic apertou a cana do nariz. "Tudo bem..."

"Então mas porque é que só chegaste agora se tiveste a tarde livre?" Ed inquiriu enquanto servia um copo de cerveja fresquinha a Vic que aceitou de bom grado.

"O meu pai ligou-me." Os seus amigos entreolharam-se.

"Como correu isso?"

"Oh, o mesmo do costume. Perguntou sobre os exames, notas... enfim. Depois desligou e eu pensei que estava safo. Até que ele ligou de novo e disse que tinha falado com a Patricia e que eu devia ir almoçar com ela..."

"Foste?" Perguntou Mike a medo.

"Claro que sim, Mike! Que querias que fizesse?" Vic emborcou a cerveja de um só trago e estendeu o copo a Ed para que ele lho voltasse a encher. "Não se desobedece simplesmente ao meu pai. Já devias saber isso."

Ed encolheu os ombros. "Não sei porque estás tão aborrecido. A Patricia é bem gira! Sabes que adoro loiras!"

"Podes ficar com ela..." Suspirou. "Porque é que o meu pai teima em fazer-me arranjinhos? Eu não quero casar com ela!"

"Hey, para além de boa ela também é rica! Não podes perder!" Ed sorriu enquanto enfiava a mangueira da cerveja na boca.

Mike aproximou-se e deu-lhe um calduço. "Ele não gosta dela, idiota."

Ed esfregou o cachaço e limpou a cerveja da boca. "O amor não é tudo nesta vida seus lamechas. Vivam um pouco!"

Mike suspirou e mandou o telefone para o colo de Victor. "Vic encomenda umas pizzas. Aqui o imbecil paga." Sorriu para Ed que lhe esticou o dedo do meio da mão. "Eu vou buscar o James."

A porta tocou e Mike abriu. Os convidados começavam a chegar.

-*-

"Meu, esta festa está a bombar!!" James sorria enquanto brindava com o seu amigo Ed. James era alto, fininho e com um sorriso fácil que dava lugar a duas covinhas nas bochechas. "Obrigada por isto, mano!"

Ed sorriu e brindou de volta. "Vamos ter saudades tuas! Não te esqueças de telefonar!" Apertaram a mão e sorriram.

"Meu, o Vic está completamente arrumado." Ed gargalhou. Victor estava esparramado no sofá com um sorriso palerma na cara e um copo na mão. Tinha uma rapariga igualmente bêbeda ao colo e parecia que estavam prestes a entrar em vias de facto.

James abanou a cabeça e aproximou-se do amigo. "Vic, meu caro, acho que por hoje chega." Agarrou-lhe no copo e sorriu-lhe. Vic encolheu os ombros e bebeu de um trago o que quer que tivesse no copo que tinha na outra mão. Depois agarrou na rapariga e deu-lhe um beijo extremamente molhado e desajeitado.

Ed e James entreolharam-se e encolheram os ombros. Vic terminou o beijo, ergueu os braços e girou a plenos pulmões. "Vivam um pouco rapazes!! Mais dia, menos dia estão casados por conveniência e a morrer um pouco a cada dia que passa!" Depois continuou a beijar a morena que estava no seu colo.

Ed gargalhou e James suspirou. "Se calhar está na hora de levar este menino a casa."

"Concordo plenamente, James."

James sorriu-lhe. "Muito obrigado por isto meu. Foi uma óptima noite. Amanhã telefono-vos quando chegar, combinado?"

Ed anuiu enquanto James tentava descolar Vic e a sua curte. Quando conseguiu colocou um braço do seu amigo por cima do seu ombro e puxou-o. "Adeus mano. Até à próxima." E deu um meio abraço a Ed.

Vic lacrimejou. "Ohhhh abraço de grupo!!" E apertou os seus amigos contra si. "Amo-vos meus!"

Ed afastou-se. "Ok, modo Vic lamechas on! Leva-o daqui antes que ele começe a chorar que nem uma menina James."

"Hey, onde está o Mike, queria dizer-lhe adeus." Ambos olharam em volta mas foi Ed quem viu onde ele estava.

"Oh não..."

James seguiu-lhe o olhar. "Amanda..."

Ed abanou a cabeça e suspirou quando viu Mike a puxar uma morena provocante para dentro do seu quarto. "Aquela miúda dá-lhe a volta à cabeça..."

"Ela só lhe traz sarilhos, meu... muitos sarilhos..."

"Converso com ele amanhã. Já estou a ver o que irá acontecer..."

Ambos anuíram. Vic aproximou-se e sussurrou. "Hey... digam-me se aquela miúda é boa ou não porque ela não está quieta tempo suficiente para eu conseguir ver..."

Ed gargalhou. "Vai para casa, traste! Já tomaste todas!" James abanou a cabeça e começou a arrastar o amigo porta fora.

"Adeus Ed! Vamos sua ameaça andante. Vic pára! Deixa a pobre senhora em paz!"

Ed sorriu e abanou a cabeça enquanto se sentia assaltado por nostalgia. Esperava sinceramente estar enganado quanto à permanência do amigo em Inglaterra. Iria sentir a falta destes momentos de pura galhofa entre os quatro.

Continua...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por CatariinaG' em Seg Maio 21, 2012 8:41 pm

a sério que me canso de dizer a mesma coisa.

*
Adoro, keep on, quero saber o drama páaaaah!!!

____________________________
avatar
CatariinaG'
Administradora
Administradora

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Fox* em Seg Maio 21, 2012 10:03 pm

Adorei a música (não sei se te tinha dito isto, mas não a conhecia!) e adorei o companheirismo entre os rapazes! Acho muito difícil, tendo em conta o que "presenciei aqui", vê-los separados mas, mais uma vez, tudo pode acontecer!
Espero pelo weekend, Pandora :D

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por PandoraTheVampire em Seg Maio 21, 2012 10:39 pm

Cata ui! O drama ainda nem começou! :x cedo verás... :p beijinhos!

Fox esta música é super old! Isso é da soundtrack do filme: Loser. É muito fixe. É dos bons velhos 90's. :p Pois, mas o James vai mesmo "abandonar" os rapazes :x terão de se safar sozinhos! E ainda não conheceste o Serge! Bem, mas já me estou a adiantar demais! Obrigada pelo comentário e espero ter capítulo pronto bem cedinho! Veremos o que a minha inspiração me dá xD

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Helvanx em Ter Maio 22, 2012 1:57 pm

Mais mais mais!!!!! Estou a adorar!!! O vic... que grande bezana xD
avatar
Helvanx
Joyce
Joyce

Localização : Algures no mundo!

Histórias Publicadas : -----------

http://fuckingandnothingspecial.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boulevard of Broken Dreams

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum