FanFic Nacional
Inscreve-te no fórum para teres acesso a comentários, galerias e votações.

[Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Qua Out 10, 2012 2:03 am

# Antes de mais, não faço a minima ideia para onde vou, nem o que quero, mas apetece-me escrever. Sem ser aquela coisa chata do Romance, que me enjoa...
# Em segundo lugar, é dificil escrever 500 palavras só... Não chamo a isto história, nem capitulo quando se têm ideias
# Em terceiro lugar, e por último não sei se sou capaz de postar assiduamente...


Primeiro Episódio – A Novidade

De repente, o Sol nasce, a escuridão desvanece, dá lugar á luz ardente e acolhedor do Sol que ilumina uma réstia de solo acinzentado, por entre as arvores e flores de um jardim com bancos de madeira espalhados de forma estratégica, por entre as roseiras desnudadas. Apesar dos primeiros raios da tão desejada aurora. Adivinhava-se uma manha tão fria, semelhante a uma manha de Inverno.
As ruas de Royall Citty estavam cobertas de flocos de neve, por entre casas com chaminés que deitavam fumo negro no ar, as lojas fechadas enfim uma verdadeira tragedia em véspera de natal do alto celestial caiem flocos de agua condensada as pessoas cobrem-se com agasalhos, com toucas, luvas e grandes casacos, que as protege do frio. As escolas encerradas, os transportes públicos imóveis, os motores dos automóveis não pegam, devido ao gelo. Os termómetros abaixo de zero graus.
O limpa-neve varre as estradas, de Royall , as pessoas estão nas suas casas. Aproveitam a época para arrumar os seus lares e assim se prepararem para a época que se vislumbra. Num giglo do pólo Norte construído por blocos de gelo. Um velho simpático ordena a sua equipa de duendes para arranjarem os presentes para o dia 25 de Dezembro possa visitar as casas.

Numa casa enorme construída por blocos avermelhados, com múltiplos buracos nas paredes e um telhado castanho sobre quatro pilares que se erguiam sobre o mesmo chão, os irmãos Grindfindors levantam-se e dirigem-se ainda em pijama, em fila indiana por um grande corredor para a casa de banho. Quando chegam a passar a porta de entrada, para o amplo espaço decorado por espelhos pendentes nos azulejos brancos sobre as bacias onde se procedia à higiene pessoal.

- Gabriel, viste a minha escova? – pergunta um homem acorrentado, a si mesmo.

- Não! Não vi António – responde muito tranquilamente. - Porquê?

Uma campainha toca, os homens entretanto já arranjados seguem corredor abaixo em direcção ao refeitório, formando uma fila, aqueles que estão junto à copa retiram os tabuleiros e uma toalha de papel, colocando em cima do tabuleiro, e servindo-se do comer que lhes é dado pelos empregados. As pessoas sentam-se à mesa.

Os olhares voltam-se na direcção da porta quando algo lhes desperta a atençãoum novo elemento. Um novo companheiro, famoso acabara de entrar na sala de jantar. Também vinha com um fato de macaco, e com as mãos acorrentadas como os seus futuros companheiros, de olhar desconfiado encarava cada homem presente naquela sala, com algum medo, voltasse para trás levanta as mãos, e a pessoa que permanece atrás dele, em sentido introduz a chave nas algemas libertando-o, o novato esfrega os pulsos doridos pela pressão das algemas, e caminha elegantemente até à copa, retira um tabuleiro, e pega na sua peça de fruta e no seu sumo de laranja e sentasse na última mesa junto à parede.

Um indivíduo alto de olhos e cabelos castanhos levantasse da sua mesa e caminha em direcção à mesa que permanece afastada, eles encaram-se.
avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Fox* em Qua Out 10, 2012 5:36 pm

Hey Walk! É bom ver pessoas a aderir a estes desafios e postarem tão rapidamente.
Gostei do teu capítulo. Conseguiste explicar um pouco do ambiente que rodeia a tua história (gostei especialmente do toque do Pai Natal :D) e criar mistério com as pessoas acorrentadas. Quem serão? Prisioneiros? Condenados?
Acho que devias continuar :)

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Qua Out 10, 2012 10:41 pm

Hallo! Liebe Fox.
(Hoje estou muito poliglota, lol!)
Agradeço-lhe imenso ter comentado, uffa, estava a ver que ninguém se interessava pela minha pessoa, sim acho interessante este desafio, lol. E partir-se de uma história às escuras (sem um foco) ainda é mais.
Pois, quanto aos meus personagens vais ter de esperar por mais, assim que tiver tempo logo, escrevo mais dentro de horas.
Beijinhos,
Walk
avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Athena em Qui Out 11, 2012 10:43 am

Ficaram muitas perguntas no ar.
Quando acabei de ler esta história foi como se tivesse acabado de acordar de um sonho e estivesse ainda a juntar as peças.
Fizeste um bom trabalho em confundir-me. Quando descobrir o que significa digo alguma coisa.
avatar
Athena
Brontë
Brontë

Localização : Madeira

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Sex Out 12, 2012 4:11 am

Obrigado por comentar e pelos elogios. O objectivo é mesmo esse, lol. Fazer com que nunca saibam o fio condutor da história, até onde eu quiser, Athena.
Cumprimentos,
Walk
avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Dom Out 14, 2012 2:54 am


Uma noite de insónia... Escrevo-vos isto, por que me apetece! Lol.
Segundo Episódio – A conversa
Encaminham para as suas celas, entram na cela de Gabriel, era uma repartição de pequenas dimensões com as paredes sujas um beliche de ferro encostado a uma das paredes, um balde, o das necessidades por debaixo do camarote, o olhar azul analisa as condições, enquanto que dois olhos castanhos se cravam nele, um armário acinzentado ao pé da porta e apenas uma janela com grades por onde entrava o ar fresco que respiravam no interior da cela.

O novato olhou para o Sol com um estranho sorriso na cara.
- O que estás aqui a fazer? – Indaga Gabriel com curiosidade
- O mesmo que tu, Gaby! Só quero uma coisa, age como se não me conhecesses, por favor!
- Ok! Tu lá sabes, oh herói – afirma o outro, com um sorriso maldoso, mas ao mesmo tempo de compaixão.


*
Em Royall Citty, as crianças saiem de casa, bem agasalhadas e encontram-se junto à igreja matriz da cidade, fazem bolas com a neve e mandam uns contra os outros, em acto de brincadeira a seguir constroem uma bola gigante e depois outra mais pequena, põe as uma sobre a outra colocam dois ramos de arvore secos um de cada lado da bola gigante fazem uns olhos com dois botões, um nariz com uma cenoura, e uma boca espalham mais botões sobre a bola que está apoiada no solo, e vestem aquele boneco de neve com um casaco velho e um chapéu.
Sara que tem dezanove anos, e o seu melhor amigo, Ailton, que tem vinte anos andam de esqui, pela neve, os dois conversam calmamente sobre os seus respectivos namorados:
- Como está a Jésica? – Pergunta a loira.
- Estamos mal…
- A sério? Olhem vocês, formam um par bonito.
- Eu sei, mas acho, que ela não é a tal. E então o Francisco anda mais calmo, não o tenho visto? – Os olhos da loira esbugalharam-se e as atitudes mudaram de repente.
Ela tenta segurar as lágrimas a custo e olha para o chão.
- Ele… Ele… – engole em seco – Ele, está bom. Graças a Deus.
- Ele ainda se embebeda?
- Não! Quer dizer às vezes.
- e aposto que ainda tem ciúmes?
- Sim tem imensos, mas agora vamos mudar de assunto? - Ailton abraça Sara, pois sabe de tudo o que a Rapariga tem passado – Tens sido um bom amigo, quase um pai para mim… Obrigada, por tudo.
*
As chaves fazem um barulho estridente nas grades, Gabriel abre a janelinha no cimo da sua porta de ferro:
- Ei! O outro.
Gabriel virasse:
- Oh Novato! É para ti. – Ele levantasse da cama onde permanecia sentado.
- Temos que ir ao juiz.
A pessoa abre a porta. O Novato sai e o guarda prende-o, desta vez, com as mãos atrás das costas, ambos caminham para a secretaria e saiem da prisão, os olhos azuis do Novato observam o chão de areia, entram numa carrinha azul que arranca logo, que anda pela estrada.
avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Convidado em Dom Out 14, 2012 2:12 pm

Gosto bastante da tua forma de escrever, limpa, detalhada e envolvente haha!
Mesmo com insónia tu escreves perfeitamente, opah tu tens muita imaginação Walk!
Hm.. Isto é um pouco confuso, mas creio que com o desenrolar da história consiga entender!

De todas formas continua! Quero acabar com o puzzle da minha cabeça!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Dom Out 14, 2012 5:21 pm

Opah Missromance, não sabes que quando se escreve por impulso sem nunca se pensar que se escreve melhor? Ora, nunca pensei nisto... Nem nesta história, tenho conhecimento com o ambiente da minha história que apesar de imaginária no momento, nunca pensei nisto a sério!
Mas muito obrigado! Pelas criticas construtivas... Tudo faz parte de Filosofia.

Walk.
avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Fox* em Dom Out 14, 2012 5:53 pm

Gostei das duas personagens que apresentaste aqui e quase que sei qual o problema da rapariga... Quase!
Continuo curiosa quanto aos prisioneiros e o porquê de estarem nessa situação, mas vou ter de me contentar em esperar aqui :)!
Tens apenas alguns, na minha opinião (porque este tema é subjetivo), erros de pontuação; no entanto, não sei se por cansaço ou distração, se mesmo por opção.
Mas não quebram a leitura :)

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Athena em Dom Out 14, 2012 6:40 pm

PandaLuv

Mistério! Suspense! E cada vez mais perguntas.
Estás a fazer um óptimo trabalho com 500 palavras. Deve ser difícil restringir um capítulo a isso.
Continua!! Quero ler mais!!
avatar
Athena
Brontë
Brontë

Localização : Madeira

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Anne Margareth em Dom Out 14, 2012 10:50 pm

Olá Mor!
Passei por cá, para te ler e mais uma vez amo! Amo a tua forma de escrita, se bem que precisas de uns retoques, valentes :) lol!
Quero saber quem é este "Novato" como falas, e o Gabriel, o que aconteceu à Sara, e o seu problema com o namorado. Vá lá continua o mais rápido possível.
Tu és lindo, por dentro e por fora. Como não elouqueças... Lol! Podes-te deitar mais tarde, eu deixo.
Panda-.-

Beijinhos,
Fan Joana Alvarenga
avatar
Anne Margareth
Brontë
Brontë

Localização : Lisboa

Histórias Publicadas : -----------
A Força d'um Amor (+18) Tomo I: Amor Imortal

http://annemargarethfanfics.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Sab Out 20, 2012 1:18 am

Ena tantos comentários?!
Fox* querida! Sabes que eu me atrapalho todo com a pontuação, lol, apesar de também ser o meu estilo, pois não sei se sabes o problema da Sara, lol! Mas vais ter que esperar. O mesmo se aplica aos prisioneiros, por este andar não sei quando é que sabes das coisas. Quero escrever capítulos de vinte ou trinta páginas, lol!
Agradeço muito o comentário.

Athena! Obrigado "sim eu sei que não o foi a nada" pelo comentário. Sim é muito dificil mesmo acertar com as quinhentas palavras, lol.

Brigado, Vida! Eu também gosto muito das tuas ideias...








Bom, como já é da praxe deixo-vos aqui mais um episódio, misterioso...
Divirtam-se!








































Terceiro Episódio – Apresentação (Parte1)
O chão branco, os campos todos cobertos a gelo, um frio de rachar que se fazia sentir em Glasgown Drive, o giglo construído a blocos de gelo, um homem rondava a casa.
No interior de uma cozinha, uma mulher alta com os cabelos pintados a amarelo platinado, e magra vestida com um uniforme de empregada prepara um Chazinho, para levar ao Santa Claus, que lia a sua correspondência no computador, na biblioteca com a lareira acesa.
Fora da janela pára uma moto, um homem magro e de cabelo loiro, com os olhos azuis desmonta da moto e com um sorriso na cara, pisa a neve, branca com um único pensamento:
“ Deus queira que a Barbie esteja de bom humor, hoje…”
Ao passo, que dentro da casa, houvesse um estranho noc, noc por detrás duma porta castanha, envernizada que logo se entreabre.
- Santa Claus! Posso? – Chama uma voz fina, fazendo com que um homem de idade rode a sua poltrona.
- Podes, Cintia! Podes – diz num tom altivo. – O que é que desejas?
- Santa Claus! Venho-o informar que o dia 24 de Dezembro é já amanhã… – informa Barbie, a olhar para o chão
- Sim eu sei… Cintia, mas obrigado por me lembrares.
- Trago-lhe um chá, convém hoje descansar.
- Sim, eu sei – concorda Santa Claus em seguida fecha o computador, quando o chá é servido. – O que tu queres pedir?



*

A carrinha circula pela estrada, com quatro homens, uns olhos azuis poisam tristemente na estrada talvez se recordavam doutra ora quando um menino louro jogava à bola no recreio da escola, achava-se preso mas mais livre do que agora. De repente, um rio de água saldada escorre pelas suas faces.
Os portões pretos abrem-se de par a par, a carrinha segue a estrada em alcatrão um lago no meio, uma estatua encostada a um canto que indicava uma figura de uma mulher de pé, com a sua espada na vertical com os pés amarrados e os olhos vendados, voltados a uma casa construída a pedras brancas com umas escadas dois pilares se erguiam sobre três escadas uma porta de vidro voltada para a estrada. A carrinha dá a volta à fonte e pára em frente a uma pessoa fardada, trajava umas calças, um casaco e um boné cinzento o casaco continha muitos crachás, com umas luvas brancas, e uma arma às costas, o choufer saí da carrinha corre a porta, o homem que seguia atrás de fato de macaco laranja sai e o sentinela de serviço reconhece-o e faz continência de arma.
O individuo sorri-lhe e desvia o olhar, prega-o ao chão enquanto que o seu acompanhante o algema, e o leva até ao interior da casa, um vaso branco com uma planta já seca com o passar do tempo, o chão é de granito cor de rosa com uma moldura a toda a volta preta as altas paredes cobertas com madeira envernizada, tratada até meio, um balcão de atendimento geral.






avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Fox* em Dom Out 21, 2012 11:30 am

Ok... Mais perguntas!
Quem é esta pessoa que pede favores ao Pai Natal (entendi bem? xD)? E que espécie de favores poderia pedir a alguém tão ocupado?
E porque chora ele? Algo de mal se passou... Ou vai passar!
Estou a gostar desta tua fic, Walk! Devias continuar rápido :)

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por miaDamphyr em Qui Out 25, 2012 5:11 pm

Walk meu querido, tens uma escrita deveras peculiar. Confesso estar meio confusa e a procura de respostas para tudo. Pai natal hum? O que irá advir de tudo isto? Mal posso esperar para perceber a ligação de toda história. Continua logo que vais bem, Beijokas
avatar
miaDamphyr
Camões
Camões

Localização : Mercúrio

Histórias Publicadas : -----------

http://MiaDamphyr.blogspot.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Athena em Sex Out 26, 2012 2:43 pm

Tu vais matar-me de curiosidade mulher!
Isto vai ser uma fic deveras complexa. Pai Natal?? Por essa não estava à espera! xD
Continua!!
avatar
Athena
Brontë
Brontë

Localização : Madeira

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Sab Out 27, 2012 2:56 am

Antes de mais, boa noite minhas Caras amigas!
@ Minha querida Fox*! Olhe nem eu sei o que se passou ainda...
@ Mia! Obrigado pelo elogio, suponho que seja um elogio, a forma de escrever deve-se ao facto filosofico, o meu outro Eu oculto, lol! Pois, quanto às perguntas, vais ter que esperar, até que eu me decida...
@ Athena! Sim e não, quer dizer mais ou menos!














Código:
 Direito Penal:
Não sei se sabem, mas se não passam a saber, a maioria das prisões estão cheias  de pessoas em condições sub-humanas, é uma realidade muito triste, para quem visita os reclusos e trabalha deles ou com eles.
Posto isto, ninguém é metido numa cela sem que antes seja presente ao Juiz de Instrução Criminal, excepto no caso em apreço das prisões em flagrante delito, mas mesmo nestes casos há um prazo de quarenta e oito horas que poderá ser dilatado até a setenta e duas horas, no caso se por hipótese se for preso numa Sexta, ou num Sábado, como sabem os senhores agentes de autoridade não vão acordar o Juiz de Instrução Criminal à cama, para este realizar um mandato de busca e captura.
E como devem imaginar quando se chega ao Tribunal há umas secretarias que tomam conta das papeladas, processos e ocorrências...








Posto isto trago-vos mais um Episódio intercalar







Quarto Episódio – a preparação para a audiência

Dois indivíduos entraram dentro dum compartimento, todo ele de espelhos o que seguia atrás premiu com o dedo indicador o botão da entrada que os levaria ao andar correcto. Os cabos puxam aquela cabine de espelhos a uma enorme velocidade, o indivíduo que segue de fato de macaco encostado à parte dos espelhos olha o outro por debaixo da testa, o segundo individuo ia fardado, com um chapéu na cabeça, estranha por aquele preso o olhar tantas vezes no fundo sabe bem porquê, mas mesmo assim era algo incomodativo.
O elevador pára nas primeiras varas das instâncias criminais, abre a porta blindada, o homem sai com o polícia atrás dele que o empurra para fora do elevador, é arrastado corredor abaixo. O corredor tem o chão coberto a granito cor-de-rosa claro e algumas pedras brilhantes no meio do granito, antiderrapante e com uma moldura preta as paredes pintadas a branco, existiam inúmeras portas de um lado e do outro ao fundo do corredor existia uns bancos de madeira envernizada, o homem sentou-se o policia algema-o aos ferros do banco, ao lado do banco existia uma grande janela da qual se vê um céu azul e logo a seguir mais casas amontoadas umas em cima das outras.
O polícia dirige-se no seu passo apressado a uma das portas que se mantinha aberta e que tinha uma placa preta que assinalava secretaria judicial das Instancias Criminais, ele entra numa repartição de grandes dimensões, que continha um balcão de madeira castanha e trabalhada que era o atendimento geral.
Do lado interno do balcão estavam varias funcionárias sentadas nas suas secretárias a trabalharem nos computadores, o balcão tinha no centro um botão que servia de campainha, o polícia pressiona o botão, uma empregada vem ao balcão.
- Bom dia! O que deseja? – Pergunta a mulher.
- Bom dia! O Juiz Salcene está ao serviço?
- Sim, por quê?
- Porque ele deu uma ordem de prisão na sexta.
- Ah sim já me recordo.
*
Nas ruas de Royall Citty, já cheira a natal, as pessoas correm de loja em loja para fazerem as últimas compras para esta época que junta as famílias. No alto de um prédio acinzentado, Sara está a fazer as limpezas gerais da casa, prepara a árvore de natal. Já perto do meio-dia Francisco levantasse, e sentasse no sofá Castanho da sala.
- Sara! Traz-me uma jola!
- Francisco, temos que falar… – Responde a loira.
- Estou-te a ouvir.
A rapariga sentasse no sofá.
- Sabes que eu te amo, sou louca por ti. Francisco… – Ele olha para ela, com um olhar que a assusta – só quero que percebas uma coisa – continua embora temendo as suas palavras – temos que arranjar uma solução para ambos, tu não podes pura e simplesmente teres ciúmes do Ailton, ele é o meu melhor amigo.
- Esse gajo só está interessado em ti. – Responde Francisco – eu não quero que vocês se encontrem mais, e está acabado este assunto, Sara!










Adoro quando o Fórum é só meu!!! Lol!


Quid Juris?
avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Fox* em Sab Out 27, 2012 2:47 pm

Um prisioneiro prestes a chegar a tribunal e um que já lá deveria estar, pela forma como se dirige à namorada! Oh, adorava que as coisas se trocassem! Se calhar o que é prisioneiro nem o deveria ser :D!
Hahaha, Walk, Rei do Fórum! xD

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Athena em Sab Out 27, 2012 4:51 pm

Um namorado ciumento nunca ajuda.
Acho que começo a encaixar melhor as peças. =)
avatar
Athena
Brontë
Brontë

Localização : Madeira

Histórias Publicadas : -----------

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Convidado em Seg Out 29, 2012 4:44 pm

Hm, a história em si tem uma valente dose de mistério e embaralha-me, mas com a continuação dos capitulos irei compreender melhor, tenho a certeza que sim.
Epah, Francisco, calma homem, não é preciso te exaltares assim!

Walk, parabéns pela trama, pela escrita e pela criatividade.
Continua amigo!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Sab Nov 03, 2012 3:37 am

@ Fox*! Maibe, What else? Lol! Agora coisas sérias, se calhar quem é prisioneiro é, e o outro que foi dentro também merece, não? Sim eu sei que ele é um bocadinho (um bocadinho é favor- à parte, como no teatro). Lol! Acho que vou pedir o Titulo à administração.

@ Athena! Viva, bons olhos a vejam! Pois, um namorado muito ciumento (=assim como eu, lol) não ajuda em nada. Achas que estás a formular o puzzel na tua cabeça, mas olha que ainda faltam imensas peças.

@ Missromance! Olá, ok deves pensar que tenho os parafusos todos trocados na minha caixa, mas até a mim me embaralha um pouco às vezes:) Agradeço imenso as palavras simpáticas, são sempre bem recebidas, Lol! Pois o Francisco, lol! É um bocado trapaceiro. Enfim, gosta muito do Crime.

Ora muito boa noite, senhoras. Deixo-vos aqui mais um capítulo.

Quinto Capitulo – O Juiz do primeiro interrogatório

Os olhos verdes de Sara enchem-se de lágrimas. Ailton significava muito para ela.
- Não me tires o meu melhor amigo, por favor, tudo menos isso – implora a loira que já soluçava.
- Se me amas, tens que te zangar, senão já sabes o que te acontece, não sabes? – Diz num tom altivo. A loira esbugalha os olhos húmidos encolhendo-se toda no sofá com medo do que Francisco lhe possa fazer. – Então… a minha jola é pra hoje? – Bate com força no sofá.


*

Uma piscina num jardim nas traseiras da casa Rústica com as janelas de pequenos caixilhos brancos que dividiam a janela em pequenas molduras, um rapaz dos seus vinte e oito anos estava sentado na biblioteca rodeado de papeis e de códigos, mais uma vez lia e analisava os articulados, consultava a lei, vezes sem conta.
De repente entreabre-se uma porta entra uma mulher alta e loira vestida com um roupão de seda branca:
- Miguel, outraves que não dormis-te? – Paro, levanto os olhos.
- Olá querida! Desculpa, mas não deu… – Respondo – tenho que ir para o tribunal.
- Mas não podes nem sequer tomar o café, comigo? – Diz entristecendo-se.
- Não. Ainda é por causa daquele caso complicado.
- Hum! O Policia herói? Quem sabe se ele não morreu.
- Achas?
- Não sei, estou a pensar que não.
- Mas uma explosão no carro é uma morte que não deixa duvidas.
- Pode ter-se safado. Ele já provou que é muito competente.

Eu arrumo as coisas na minha pasta, levanto-me da cadeira e ponho a pasta junto à porta de saída, e subo as escadas a correr. Já no segundo andar, entro numa porta, a do meu quarto em seguida dirijo-me à casa de banho onde me dispo, entro na banheira e corro a agua quente, tomo banho deixo a água escorrer pela minha cara abaixo, e penso:

Será que a No tem razão, que o Policia não morreu nada e só partiu em mais uma missão, mas por quê fazer um seguro de vida milionário” – saio e limpo-me – porra! Tu foste ao funeral, dele. Meu Deus, que digo eu! Que espécie de homem é capaz de simular a sua própria morte? – Dirijo-me ao quarto e circundo a cama de casal, em seguida abro o guarda fatos e escolho um fato cinzento claro, uma gravata a condizer, visto-me e tento dar o nó à gravata, depois saio daquele quarto acolhedor desço as escadas e No estava à minha espera no primeiro andar, junto ao grande jarrão com um belo sorriso que lhe rasgava as bochechas, e mostrava os seus dentes brancos.
- Olá mor!
- Olá meu amor! – Exclama ela ao dar-me um beijo. – Então já vais?
- Sim vou.
- Oh Miguel diz o que eu faço contigo? – Olha-me para a gravata – Nunca acertas com o nó. – Afirma enquanto me arranja a gravata.
Saio a porta da minha casa para o exterior.

avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Convidado em Sab Nov 03, 2012 11:46 am

Um homem que simule a sua própria morte... Hmm, um homem que é capaz de tudo? Um homem talvez perspicaz? Um homem que tem escapatória fazendo aquilo? #tentativairónicafalhada x'D

Lá tá outra vez o maldito do Francisco com aquela voz agressiva, pobre da Sara, agora até lhe quer tirar o melhor amigo. Onde vai chegar o teu ciúme Francisco? À morte?!
Eu vou-te mas é fazer BANG, para veres o que é bom para a tosse! Ou neste caso, para veres e sentires bem o que é maltratar uma mulher e corroer-se de ciúme!

Continua Walk, como sempre, congratulations friend!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Fox* em Sab Nov 03, 2012 2:23 pm

Hahahaha, pede Walk! :D
Bem, depois deste pequeno mas tenso momento, digo cada vez mais que o vilão está do lado de fora das grades! Estes ciúmes e este controlo vão levar ao fim de um deles... E infelizmente, a Sara está mais próxima!
Bem, vida de advogado não deve ser fácil... Tantos papéis, tantas leis para usar e memorizar, tanto tempo perdido... E ainda as dúvidas dele sobre o polícia e a sua vida... Coitado, vai ser muito complicado para o Miguel!
Força nisto, Walk! Está a ficar perigoso :D

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Anne Margareth em Sab Nov 03, 2012 4:53 pm

Olá Walk!
É te realmente muito dificil acertares com o nó da gravata, Não sei mesmo o que faço contigo XD!
Que espécie de homem é que entrega assim a sua identidade à morte, lol.
Bem o teu Francisco não tem mesmo limites, pobre Sara!

Então é assim que se trata uma mulher?
Beijos.
avatar
Anne Margareth
Brontë
Brontë

Localização : Lisboa

Histórias Publicadas : -----------
A Força d'um Amor (+18) Tomo I: Amor Imortal

http://annemargarethfanfics.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Walk Up Proud em Dom Nov 11, 2012 3:37 am

Ora, então boa noite minhas Caras.
@Missromance!Olá. O Francisco vai ter o que merece, mas só mais lá para frente, isto é se me der na minha cabeça loira. Lol! * Como diz a Fan*
@ Fox*! Minha Fox! Sim vida de advogado não é nada fácil, mesmo! Nem sabes o que passo para chegar todos os dias de manhã ao escritório, é correr de um lado para o outro, mas esta casa tem paredes, lol.
Pois será que o Miguel consegue dar contas do recado? Obrigado, por comentares.
@Fan! Minha Fan! O que é que queres fazer comigo? Faz, certamente vou adorar. Oh se ela soubesse era pobre de mim, mesmo.
Sabes que não, uma mulher deve ser tratada à altura se merecer, assim muito, muito é outra história. Lol!







Bem tenho estado ali à esquina encostado á parede com um braço sobre o peito, e o outro na cara, com uma perna no ar a ver as horas para fazer tempo até postar. Ahm!* Já pareço o Sérgio Silva Lobo.
















Sexto Episodio – Surpresa [parte I]

Saio a porta de casa para o exterior, dou dez passos e entro num anexo, abro a porta basculante e entro numa divisão um tanto ao quanto escura acendo caminho em frente meto a mão ao bolso do casaco e retiro as chaves da algibeira do casaco, e primo o botão, que se encontra colocado na parte superior do porta-chaves, o meu carro acende os quatro piscas, eu abro a porta do condutor e entro, ponho o cinto de segurança e dou à ignição, meto a primeira velocidade e saio da garagem primo outraves o comando e um portão de gradeamento abre-se par a par, saio para a estrada, acelero na rua, tenho presa de chegar ao destino, ligo o rádio, o telemóvel toca atendo a chamada:
- Olá Paula!
- Doutor, vem já para o Tribunal? – Pergunta a secretária
- Sim vou…
- E vai demorar muito?
- Depende… - Penso – do transito, da força que carregar no acelerador, do tempo – Sorrio.
- Ah está bem disposto!
- Sim, graças a Deus!
- Não se esqueça de passar pela secretaria para ver a sua ordem de trabalhos hoje.
- Sim, obrigado! - Viro à direita. – Mais alguma coisa?
- Ah, não. Ah! Lembra-se daquela situação na sexta à noite, quando saiu?
- Não!
-De demandar prender um indivíduo? – Tenta-me elucidar a memória.
- Só me lembro de arrumar as coisas e vir embora, com a Noémia. Mas porquê?
- Não, nada tenha uma óptima viagem.
- Já cheguei. – Afirmo ao desligar o telemóvel, e preparo-me para estacionar num lugar reservado.
Saio do carro pego na pasta, e caminho até à entrada do Tribunal, subo as dezassete escadas de granito branco, entro na porta principal.
- Bom dia, Ema! – Cumprimento a empregada que está atrás do balcão.
Dirijo-me para o elevador. Espero que ele chegue, e depois entro, subo até às instâncias criminais. Quando o elevador pára, saio e percorro a um paço apressado ao longo do corredor, dirijo-me à secretaria.
- Paula! – Chamo a mulher que está sentada.
- Bom dia, Dr. Miguel Salcene. – Diz ela levantando-se e ao se aproximar do balcão
- O que temos hoje?
- Tanta coisa.
- É querida! – Sorrio.
- Não sei o que toma de manha, mas resulta – fala ela ao me entregar um papel.
- Nota-se assim tanto? – Indago ao analisar a folha. – Ora deixa cá ver, quantas violações? – Dou meia volta e saio.
- Se, se nota – pronuncia Paula.
Afasto-me, entro no meu gabinete de trabalho, ponho a mala junto à secretária e pego no telemóvel, marco uma sequência de nove dígitos e oiço pelo emissor.
- ‘Tou!
- Olá amor! Está tudo bem? – Caminho em direcção à janela.
- Ah! Olá já chegas-te?
- Sim.
- Bom trabalho.
- Igualmente, beijos.

Sento-me na minha cadeira quando ouço um noc noc na porta:
- Entre!
- Doutor, tem audiência.
- Hum, hum! Eu sei Silva! Vou já! – Digo ao levantar-me e ao seguir atrás de Silva.







avatar
Walk Up Proud
Brontë
Brontë

Localização : Na terra Oca

Histórias Publicadas : -----------

http://www.youtube.com/user/walkupprod

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Fox* em Dom Nov 11, 2012 6:24 pm

Ah, Walk! Vê-se aqui a dificuldade que se passa todos os dias para ir para o tribunal... E Deus, violações logo de manhã? Começar o dia em força!
Tenho apenas um reparo a fazer-te, Walk. Na tua descrição inicial, deverias usar mais pontuação. Crias assim frases mais curtas e mais fáceis de ler :)

Fox*
Moderadora
Moderadora

Localização : Debaixo da Cama

Histórias Publicadas : -----------

http://aroundmylittleworld.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Desafio 500 Palavras]- Equinócio da Vida

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum